domingo, junho 18, 2017

AQUI CHOVE CINZA DOS MORTOS CARBONIZADOS

ou

HÁ DIAS EM QUE GOSTAVA DE NÃO TER RAZÃO

Esta manhã, aqui no litoral, continuavam a cair pequenas partículas de cinza, arrastadas pela atmosfera e vindas da tragédia de Pedrógão Grande. Não pude deixar de pensar se uma ou outra partícula não seria das cinzas de uma das muitas vítimas mortais desta tragédia que está a acontecer na zona centro.
Há quantos anos andamos nós, um pequeno grupo de gente que defende activamente o ambiente, a dizer que as monoculturas florestais são um erro? Grandes lições de cientistas como Jorge Paiva e chamadas de atenção de técnicos florestais e de ambiente de nada serviram. No ano passado, apareceram os primeiros autarcas a queixarem-se da legislação da Assunção Cristas (que agora aparece publicamente a chorar lágrimas de crocodilo), que em cima de uma política florestal muito permissiva em relação à eucaliptização, fez uma legislação em que desapareceram toda e qualquer limitação para plantar ainda mais eucaliptos. Fez um grande favor aos seus amigos e certamente grandes financiadores, os grandes industriais das celuloses. Mas prestou um péssimo serviço aos portugueses. E durante muitos anos vamos estar a pagar esta factura, no Verão ou em dias mais quentes e secos, os enormes fogos florestais. Claro que tragédia humana tamanha dificilmente ocorrerá nos próximos tempos, mas os grandes fogos estão para durar.
Fica aqui o convite para verem esta pequena reportagem de gente como eu, que se dedica voluntariamente a contrariar a eucaliptização. É a reportagem da SIC "À Prova de Fogo" (link aqui). E fica o convite para participarem activamente em projectos como este da Quercus Aveiro, no Cabeço Santo. Quem não puder deslocar-se pode sempre contribuir à distância com algum dinheiro, pois os mecenas possibilitam que hajam ferramentas, material de protecção e tantas outras coisas para a malta de trabalho depois executar acções espectaculares.
Escrevo este texto sempre com o João Gama e a Luísa no meu pensamento, pois moram em Pedrógão Grande e ele é um dos grandes técnicos da agricultura que em vários locais tem implementado projectos que vão contra esta onda de eucaliptização. Só espero que os estragos tenham passado ao lado das suas coisas, mas certamente estarão os dois destroçados só com a tragédia toda à sua volta e o sofrimento dos seus amigos dali.



sábado, junho 17, 2017

JORGE PAIVA EM SÉRIE DOCUMENTAL - TRILHO DOS NATURALISTAS

Eu vi na televisão, mas a RTP disponibiliza on line na RTP Play. A série é de apenas 4 episódios, mas tem uma realização algo original, onde temos sempre o Professor Jorge Paiva (o enorme, o inexcedível, o que não tem adjectivos com grau superlativo suficiente) a falar-nos daquilo que adora e que nos ensina a gostar. Sempre que tenho hipótese de assistir a uma conferência do Jorge Paiva lá estou eu. Nunca fui seu aluno, mas invejo as centenas ou milhares que o foram. Conheci-o em Coimbra, nos tempos do GIDC e lá fomos mantendo o contacto. Para quem o conhece, e para quem o quer conhecer finalmente, aqui partilho o link para o primeiro episódio na RTP Play (clicar aqui), sobre Moçambique. E um  mini-trailer disponibilizado no You Tube pela empresa produtora destes episódios.

sexta-feira, junho 16, 2017

4 ESTAÇÕES, 4 FILMES - APRENDER SOBRE APRENDER

Aveiro em Transição vai ter este fim-de-semana mais uma iniciativa. De entrada livre, o tema desta Primavera é a Educação. Como a ideia é o filme motivar uma tertúlia, e como o filme original (disponível na internet) é muito longo, a opção vai ser ver este resumo que aqui partilho desde já. Claro que ver este filme é interessante, mas a iniciativa passa sempre por uma refeição partilhada e desta vez vai decorrer no Lugar dos Afectos. Tudo ingredientes a não perder...

quinta-feira, junho 15, 2017

A MINHA PELE

Só para partilhar este pequeno video que apanhei (só agora!!!) na internet, com a dupla Maria João e Mário Laginha num videoclip.

quarta-feira, junho 14, 2017

ACTIVISTA SANTOMENSE EM GREVE DE FOME

Uma notícia que passou despercebida, mas que apanhei graças às redes de activismo ambiental a que pertenço. No início apanhei este resumo da situação no site da AGROBIO (link aqui) e agora apanhei este artigo bastante mais desenvolvido num blogue pessoal, onde já se fala que o protesto foi dado por terminado (link aqui para o Odisseias nos Mares). E aqui fica o eco no Malfadado de uma excelente e corajosa actividade contestatária, contra os interesses poderosos das multinacionais e a favor da saúde de um povo.

terça-feira, junho 13, 2017

TENHO O MEU BRAÇO TODO TORCIDINHO

Há que tempos que estava para escrever aqui sobre o Euro Festival da Canção 2017. Tenho que dar o braço a torcer, eu fui daqueles que quando ouviu a música da Luísa Sobral disse: "Bonita, mas não é música de festival da canção". Estava com expectativa em relação à canção da Márcia, mas dessa nem sequer gostei, quanto mais ir ao festival. Para ir ao festival havia um bom par de canções bem animadas, cantadas em inglês ou em português. Quando escolheram "Amar pelos Dois" para ir representar Portugal até me ri à gargalhada. Na minha cabeça era mais um vexame assegurado. E afinal, ganhou e bem! Sem espinhas!!!
Já gostava da Luísa Sobral (3 vídeos aqui no Malfadado), e esta música está muito bem, e beneficiada com um arranjo de qualidade e com a presença do mano Salvador, Portugal ganhou e eu tive que dar o braço a torcer.
Fica aqui um videozinho recente do Salvador Sobral com o grande pianista Júlio Resende e outros músicos, que encarnam músicos fictícios e cantam a poesia de Fernando Pessoa:

segunda-feira, junho 12, 2017

COOPÉRNICO - AUTOCONSUMO

Anda por aí uma onda interessante, que no outro dia conheci numa iniciativa do Aveiro em Transição: a produção de energia eléctrica através de painel fotovoltaico, que se liga à rede de abastecimento e que permite baixar a conta da luz. Se em dado momento estivermos a produzir mais do que aquilo que estamos a consumir, estamos a descarregar na rede. Não recebemos nada em troca, apenas o bem-estar de saber que estamos a dar energia à rede, que depois a transporta e vende a quem dela precisa. E à noite, como não estamos a produzir, somos apenas consumidores.
A Coopérnico pediu orçamentos junto de empresas para saber quanto é o investimento. Está tudo explicadinho aqui neste link do site da cooperativa (clicar).

sábado, junho 10, 2017

CHOCOLATINHOS SUIÇOS

Uma ida à Suiça só fica completa quando se tira bom partido dos chocolates suiços. E desta vez tivemos direito a chocolates 5 estrelas. Os chocolates em Genebra foram da Sweetzerland e em Sion foram do David (links para quem quer saber mais). Aconselho vivamente.
Mas o Pedro e a Denise ofereceram-nos também um fantástico Saint-honoré (link para a wikipedia), cuja fama tínhamos conhecido recentemente porque vemos filmes franceses. E não é que em Sion há uma pastelaria de portugueses que tem um pasteleiro francês que faz estes bolos?
Fica aqui um par de fotos de uma escapadinha familiar, e de uma viagem que entra para a história porque depois de passar o controlo policial no aeroporto, e a caminho do terminal, vi que apenas tinha a folha do bilhete na mão, tinha deixado cair o cartão de cidadão. Voltámos atrás e lá estava o cartão perdido. Voltamos a caminhar para o terminal e eis que reparo que não tinha o bilhete. Voltámos atrás mas nada. Mas pronto, como está tudo registado, apenas com o cartão de cidadão deixaram-me entrar no avião.

sexta-feira, junho 09, 2017

O CHEFE JUGOSLAVO FALA DE PORTUGAL

O Ljubomir Stanisic foi entrevistado no Maluco Beleza pelo Unas, e a certa altura falaram de Portugal e dos portugueses. Clicando aqui podem assistir a essa parte da conversa (link para You Tube) e podem aproveitar para conhecer este novo conceito de comunicação onde podemos participar activamente, patrocinando e intervindo.
Este cozinheiro foi a alma do programa que passou na televisão, em que ele fazia de assessor de restaurantes em crise. Cada cena... assim se explica a falta de qualidade de tantos restaurantes por esse Portugal fora... mas a coisa vai mudar!

quinta-feira, junho 08, 2017

INNER WORLDS - O FILME EM 4 PARTES

Será que perdemos a ligação aos nossos mundos internos? Este é um filme aconselhado a quem quer mergulhar em teorias de espiritualidade e perceber mais sobre os mistérios que o filme não pretende desvendar; apenas dá umas dicas, são coisas transcendentais. O filme tem um trailer (em inglês):

E está todo disponível no You Tube, com as legendas em português a poderem ser activadas nas definições. Fica aqui a primeira parte:

quarta-feira, junho 07, 2017

SEM TEMPO A PERDER - E.L.A. - CAMPANHA DA APELA

Aqui se regista no Malfadado a campanha, com um pequeno filme de 39 segundos, que visa informar a população em geral sobre a ELA, ao mesmo tempo que se pede à população que ajude financeiramente a APELA.

terça-feira, junho 06, 2017

AULAS AO AR LIVRE - NADA DE NOVO, MAS...

... ATÉ SE LEMBRARAM DE CRIAR UM DIA ESPECIAL PARA ESTE EFEITO. (dia 18 de Maio - link para o site da iniciativa, clicar)

Bem me lembro das aulas ao ar livre em Idanha-a-Nova, corriam mesmo bem. Pelo menos do ponto de vista de um professor como eu. Este ano uma professora da Escola de Vagos, a quem tiro aqui o meu chapéu pela sua militância nas causas do ambiente, aceitou o desafio da Direcção da Escola e contactou-me para ver se em conjunto com a Quercus Aveiro conseguíamos organizar aulas ao ar livre para alunos do 8º ano. O resultado foi uma aula sobre a poluição causada pelas pessoas com embalagens de produtos alimentares, e os seus impactos a curto e a longo prazo. Para dar aos alunos uma ideia do volume de poluição existente na sua zona habitacional, optei por fazer 4 pequenos circuitos, um por cada turma, à volta da Escola. O resultado foi este (excerto de relatório elaborado pela professora):


domingo, junho 04, 2017

JAZZ ON A SUMMER'S DAY - O FILME DE 1959 COMPLETO

A internet tem destas coisas. A propósito da biografia de Max Roach na Wikipedia reparei num filme de 1959. Nem imaginava que havia algo assim, um filme com gravações ao vivo de vários nomes históricos do Jazz. E o melhor é que este filme está disponível no You Tube. Ei-lo:

sábado, junho 03, 2017

MAX ROACH - BATERISTA LENDÁRIO

Vai fazer 10 anos que nos deixou, este baterista que começou a tocar ainda criança, nos anos 30, e antes de 1950 já tocava de forma profissional. Desde cedo que comecei a admirar o Max Roach, quando comecei a ouvir Jazz na rádio (Abandajazz, na Comercial). Devagarinho fui comprando LPs onde ele tocava e depois CDs. Os LPs já os ofereci a quem merece, mas agora tenho já uma larga colecção de CDs, graças a um amigo que os vai arranjando na net e me faz uma cópia com capas originais e tudo. Mas a notícia aparece aqui no Malfadado porque um destes dias arranjei mais 5 CDs, numa edição em caixa, que se vêm juntar a todos os muitos outros que já tenho. Fui então consultar a discografia completa, e ainda faltam muitos na colecção, conforme podem ver clicanbdo aqui (link para a detalhada página biográfica na wikipédia).
Quem quiser dedicar-se a ouvir boa música e tenha particular interesse neste baterista que acompanhou a evolução do Jazz, e participou nos movimentos musicais e culturais que fizeram essa mesma evolução, já sabe que eu empresto sem problemas. É só contactarem e arranjar maneira de entregar as obras.

sexta-feira, junho 02, 2017

MINHA PÁGINA DE FACEBOOK ESTÁ EM PAUSA

Fica aqui a notificação oficial: o meu Facebook está em PAUSA. Mudei o nome, para chamar a atenção de que iniciei uma temporada em que não vou usar esta plataforma. É muita informação, é o tempo que é preciso para fazer outras coisas e assim, apenas com o e-mail, consigo acompanhar as coisas mais importantes. O FB é um conceito interessante, e é onde com facilidade sabes das novidades dos amigos sem ter que estar a perguntar, mas acaba por ser uma perda de tempo em cadeia, pois vais ver as notificações e de uma coisa és encaminhado para outra. Agora tenho para ali umas quantas mensagens para responder, e muitos amigos que me deixaram mensagens por ocasião do 53º aniversário. Não sei quando, mas um dia volto a abrir o livro. Quanto mais tarde, melhor! E
é certo que mesmo estando fora vou ter que usar a plataforma para pesquisar coisas ou para contactar alguém, entidades ou organizações.

quinta-feira, junho 01, 2017

SALVA A TERRA - 2017 - ECO FESTIVAL

Quem alinha comigo em ir de bicicleta??? Já tenho bilhete...

Edição 2017 Salva a Terra - Eco Festival de Música pelo CERAS

O Salva a Terra - Eco Festival de Música pelo CERAS organizado pela Quercus - núcleo de Castelo Branco, pela união de freguesias de Monfortinho e Salvaterra do Extremo e pelo Município de Idanha-a-Nova é um festival bienal que vai na 4 edição e acontecerá de 22 a 25 de Junho 2017, em Salvaterra do Extremo, aldeia do concelho de Idanha-a-Nova dentro do Parque Natural do Tejo Internacional. O festival é composto por inúmeras atividades: concertos, workshops, percursos interpretativos, observação de vida selvagem, conferências, cinema documental e animação diversa.

Missão do Salva a Terra

O Salva a Terra é um Eco Festival 100% "Pro-Bono", no qual toda a organização, artistas, formadores, guias e restante equipa trabalham de forma voluntária em prol da preservação de algo que é de todos nós: a biodiversidade. A edição de 2013 do Salva a Terra, ganhou o prémio de festival mais sustentável no Portugal Festival Awards, um prémio que reconhece o nosso esforço e que nos motiva a tentar ir mais longe nas próximas edições. São cerca de 150 artistas em 4 dias que abraçam esta causa. Para além dos concertos nos 4 palcos, haverá teatro e animação de rua. Vai contar com uma intervenção do artista plástico Bordalo II, perto do Palco Pôr-do-sol e uma exposição da Plasticus Maritimus.

As manhãs começam com actividades de yoga, concertos meditativos, diversos workshops e oficinas para as famílias. No decorrer da tarde, para além dos concertos no Palco Igreja, no Palco Pôr-do-sol e no Quintal da Fafá, haverá actividades de observação de vida selvagem, construção de caixas de ninho e abrigos para fauna, construção de fornos solares, cinema documental, teatro de fantoches, palestras sobre diversos temas ambientais, percursos pedestres, banhos e garimpo no rio Erges, oficinas de tecelagem vegetal entre muitas outras actividades. O CERAS irá ensinar-nos como proceder ao encontrar um animal ferido. Estarão presentes entidades como o Grupo Lobo, com o qual os mais novos poderão ser biólogos por um dia, a Associação Circuito Explosivo, Planeta Azul, Pano ou Palha, entre muitas outras. Consultem o nosso site para conhecer todas as actividades paralelas.

O que é diferenciador

Pretende-se que este festival seja um encontro de troca e sensibilização, no que diz respeito à conservação da Natureza e que a sua construção e implantação siga as melhores práticas ambientais. Aposta-se na sensibilização através da componente de cariz pedagógico presente nas actividades desenvolvidas. No que diz respeito aos resíduos e à energia, na cantina do festival existe uma ementa vegetariana com produtos produzidos local e regionalmente, dando naturalmente prioridade aos de produção em modo biológico. Promove-se a redução do consumo de embalagens e a reciclagem de todos os resíduos da cantina (embalagens e resíduos orgânicos), apela-se à não utilização de plásticos e loiça descartável; promovemos o uso da caneca do festival e pratos reutilizáveis na cantina onde os detergentes são ecológicos; reutilizam-se materiais de outros festivais, utiliza-se iluminação eficiente nos parques de campismos (leds) e casas de banho secas (compostáveis) nos campismos. Quanto à mobilidade, fomenta-se a partilha de boleia (grupo no Facebook) e uso de bicicleta para chegar ao Salva a Terra e a utilização de bicicletas pela organização durante o evento; após o festival, realiza-se sempre a compensação das emissões e da pegada ecológica da organização, artistas, formadores, guias e restante equipa, através da plantação de árvores autóctones pelo projecto “Criar Bosques” da Quercus no Parque Natural do Tejo Internacional.
As receitas obtidas revertem efectivamente a 100% para o CERAS, fazendo do Eco Festival Salva a Terra o seu principal mecenas. Com a edição de 2015 conseguiu-se angariar fundos para recuperar 400 animais.

Mais informação em: http://www.salvaterra.pt/

Teaser da edição de 2017 https://vimeo.com/217481388

Mas melhor do que palavras e programas é podermos ver no youtube todos os projectos musicais que vão animar Salva a Terra:

terça-feira, maio 30, 2017

APOIO MUITO CONCRETO AOS REFUGIADOS

Sou contra esta guerra, tão estúpida como todas as outras. Uma guerra onde as partes em confronto apenas querem ter mais controlo sobre o negócio do petróleo e do gás natural, e onde as grandes empresas investem rios de dinheiro para dividir para reinar, é algo que as pessoas deveriam ser capazes de bloquear, em movimentos de cidadania. Mas, pelo contrário, os sistemas democráticos têm vindo a presentear-nos com dirigentes submissos aos grandes negócios, e assim temos mais um século dominado por guerras.
Quando há pessoas que largam tudo e fogem da guerra, temos refugiados, cuja situação é dramática. Uns constroem muros, e campos de concentração. Outros fazem o que podem para uma ajuda verdadeira e solidária. Em Portugal, um projecto que virou uma associação, a Pão a Pão, arranjou um espaço em Lisboa para abrir um restaurante onde todos são refugiados. Para isso lançaram uma campanha de crowdfunding que apenas com 354 apoiantes ultrapassou a meta fixada. Fica aqui a boa notícia desta concretização, no início deste mês, basta clicar (link para a plataforma de crowdfunding PPL).
Quando abrir o Mezze, em Arroios, vou gostar de passar por lá!

segunda-feira, maio 29, 2017

IMAGINARIUS - FESTIVAL DE TEATRO DE RUA - INTERNACIONAL E SEMPRE, SEMPRE MUITO BOM

Sexta-feira foi dia de voltar a Santa Maria da Feira e confirmar a regra: o IMAGINARIUS (link para o programa deste ano) é o melhor evento cultural no distrito de Aveiro,  e certamente teria um lugar no Podium se houvesse um concurso a nível nacional onde distinguissem a qualidade da organização e a qualidade do resultado final. Parabéns à Câmara Municipal e a toda a equipa que pensa, organiza e desenvolve, com profissionalismo e com voluntariado, este par de dias mágicos.
Desta edição destaco 5 coisas:
Do País Basco um grupo de dança vertical: LA GLO ZIRKO DANTZA (este videozinho dá uma fraca ideia daquilo que vimos, com música excelente e com três bailarinas):

Da Andalucía um grupo de circo muito original, com excelente música ao vivo: LUDO CIRCUS

Da Catalunha uma companhia de dança de rua, que já no ano passado esteve no Imaginarius e voltou porque recebeu um prémio: CIA. MOVEO (não encontrei o video sobre a peça que vimos, fica este que dá uma ideia da beleza e da emoção):

Da Bélgica o espectáculo do THEATER TOL (aqui o video completo que não é para ver tudo, porque ao vivo é outra coisa. E esta é uma realização muito caseira! Mas é para dar uma ideia...):

E de Portugal um trabalho de multimédia, com excelente música e criação de ambiente, com o FREDERICO DINIS (video com o artista a falar sobre uma outra actuação):

Mas houve mais, muito mais, houve coisas que vimos parcialmente e muitas que perdemos... para o ano há mais.

domingo, maio 28, 2017

SILVIA PEREZ CRUZ EM COIMBRA

A Antena 1 estava a oferecer convites a quem ligasse e eu tentei. O resultado foi espectacular. Os meus pais aproveitaram a boleia e compraram bilhetes. E assim entrei bem acompanhado pela primeira vez naquela que é uma excelente sala de espectáculos em Coimbra, o Convento. É mesmo muito bom o espectáculo com estes músicos, ela fala português e explica as músicas. Como a "Hay poco pan", para tanto chouriço. Só que devia dedicar a música aos negócios de PS e PSD. No Aveirense, e noutros locais, vai haver mais disto que mostro aqui:

sábado, maio 06, 2017

VAI APANHAR TRUFAS NO PINHAL

Só para registar aqui na net uma expressão, usada aqui no litoral, onde os carvalhais e sobreirais foram sendo substituídos por pinhais (e que agora estão a ser substituídos por eucaliptais...).
Usava-se esta expressão para mandar a pessoa desamparar a loja, ir passear ou ir chatear o Camões.
Parece-me que a expressão pode derivar do facto de com a substituição das árvores, as trufas terem deixado de aparecer nos campos. Mas é apenas a minha interpretação.

sexta-feira, maio 05, 2017

HISTERIA COM CÃES PERIGOSOS

Deixo-vos este videozinho que de forma irónica aborda a questão que ocupou jornais e net nos últimos tempos:



Além da ironia aparecem trechos com calão e opiniões do Miguel Sousa Tavares.

quinta-feira, maio 04, 2017

ESTRANHA FORMA DE VIDA?

Um documentário com uma hora e quarenta e oito minutos, um filme! Do realizador Pedro Serra, com entrevistas em Cabrum (Vale de Cambra - distrito de Aveiro), Cooperativa Integral (Barcelona - Catalunha) e Tamera (Odemira - distrito de Beja). Experiências de formas de vida alternativas, registadas para a posteridade.

Que Estranha Forma de Vida // What a Strange Way of Life - FULL DOCUMENTARY HD from Pedro Serra on Vimeo.

quarta-feira, maio 03, 2017

terça-feira, maio 02, 2017

FOGO FLORESTAL DE VERÃO, NO INÍCIO DA PRIMAVERA, DESTRÓI PARTE DO PROJECTO CABEÇO SANTO

De manhã, há um par de dias atrás, quando me levantei bem cedinho, vi um fumo no ar que me lembrou dos fogos florestais de Verão. Não me passou pela cabeça que poderia ser fumo proveniente de uma zona que este ano passado teve o envolvimento de milhares de horas de trabalho voluntário. Mas foi mesmo assim. Um fogo ateado de forma criminosa, a meio da noite, que se espalhou facilmente com a ajuda do vento. A reportagem e algumas fotos no melhor blogue ibérico de um projecto de conservação da natureza (clicar aqui).

segunda-feira, maio 01, 2017

BERTA CÁCERES - UMA HOMENAGEM DESTE MODESTO BLOGUE

Não gosto muito de homenagens póstumas. É sinal de que o homenageado já morreu. Berta Cáceres foi assassinada. Mas ainda são poucos os que ouviram falar dela e das razões do seu brutal assassinato a mando de interesses financeiros. Fica aqui um documentário realizado em 2016, mas são 30 minutos. Vale a pena ver porque está muito bem realizado e é um bom consciencializador para as questões ambientais e de exploração dos países pobres. Na descrição do video, para quem não tem 30 minutos, está um texto em espanhol que em minuto e meio resume o que se passou, e passa, nas Honduras.
Hoje é dia de luta, ou não é?


sábado, abril 29, 2017

PAÍS COLMEIA - PARA OUVIR E VER

PÁRA TUDO!!!

São 3 minutinhos e pouco. Vejam e oiçam, com a famosa Capicua, ao vivo, e a famosa Adélia Garcia, que já cá não está mas ainda nos dá a sua música da alma (link para mais informação sobre esta cantora popular). Para ouvir, abanar, pensar, ver e partilhar. Porque é bom saber que a nossa música popular está tão bem entregue a esta malta que faz coisas como esta:

quinta-feira, abril 27, 2017

SEMANA PERGUNTE PELO BIO - EM VAGOS

Na semana passada decorreu, pelo segundo ano, uma iniciativa de divulgação da agricultura biológica, em que se juntam inúmeras entidades, mas em que a AGROBIO e a QUERCUS têm grande destaque. E mais uma vez, em Vagos, aconteceu uma organização original, que permitiu juntar algumas pessoas.



A degustação de produtos alimentares, a visita a comerciantes locais e a mesa-redonda final tiveram o apoio da Biblioteca Municipal de Vagos, dos agricultores biológicos de Vagos e dos comerciantes. Este ano até tivemos direito a uma reportagem na rádio local (link aqui, notícia a partir do minuto 04.25).
Amanhã é dia de ir a Coimbra e ser orador no IV Encontro Agroecológico, em representação da QUERCUS. O Encontro é organização AGROBIO e ESAC, aquela que foi a minha escola agrária.

terça-feira, abril 25, 2017

SAUDÁVEL NUMA SOCIEDADE DOENTE - AVEIRO EM TRANSIÇÃO

Apanhei uma frase de Krishnamurti que aparece muitas vezes citada na net. Aqui fica nesta reflexão tirada de um blogue (clicar no link para o texto completo) : NÃO É SINAL DE SAÚDE ESTAR BEM ADAPTADO A UMA SOCIEDADE DOENTE.
Ora, vale a pena parar para pensar. De vez em quando lá surgem reflexões sobre os casos daqueles alunos que têm problemas na escola e cujos pais, aconselhados por médicos do sistema, drogam os seus filhos, considerados doentes, para que se adaptem bem à escola e ao sistema de ensino. Em Portugal são milhares os que andam ou andaram drogados. A ideia é bem adaptar os jovens doentes à sociedade, pois claro.
Ainda sem sair do sistema de ensino, há um problema que ninguém quer referir: o elevado número de professores que se drogam (pois, o termo é forte mas é assim mesmo, quem achar ofensivo leia: "que são medicados") para aguentar ir e estar numa escola. Em Portugal são milhares os que andam ou andaram drogados, alguns de tal maneira que estão de baixa, sob "tratamento" anti-depressivo. Isto sim, os sindicatos deviam fazer um estudo nacional, as escolas deviam debater nos seus conselhos ditos pedagógicos, os pais deviam estar preocupados, pois são estes os exemplos que passam para os alunos.
Há pouco tempo estava a ouvir na rádio uma reportagem sobre situações familiares e lá vinha uma mãe dizer que o filho andava a dar na Ritalina (usou outros termos claro), que estava mais triste e calado, mas pelo menos deixou de receber queixas dos professores. Mas quais professores? Os que andam a dar no Prozac?
Temos uma sociedade doente... hoje é 25 de Abril, um bom dia para ir para a rua gritar, mas sem ser obrigado: "- É já tempo de de embalar a trouxa e zarpar".
Felizmente que em Aveiro há sinais de mudança, há um grupo de pessoas que se juntou inspirados pelo movimento cidades em transição. Aveiro em Transição, assim se designa este grupo informal, que já pariu uma associação formalizada, a Ciclaveiro, e que tem grupos de Alimentação e Ambiente, Economia, Mães em Transição. Um dia todas as cidades e vilas vão ter grupos assim organizados, para partilhas de saberes, trocas, compras colectivas, encontros de convívio saudável e tertúlias abertas ao resto da sociedade. Porque é possível ter uma sociedade saudável.

segunda-feira, abril 24, 2017

NÓS É QUE SOMOS OS BONS. OS OUTROS...

Fica este videozinho, seguido de uma letra de música do Sérgio Godinho:



e do Sérgio Godinho:

Dizem no norte: os do norte é que são bons
dizem no sul: os do sul é que são bons
dizem no campo: nós é que somos os bons
dizem na cidade: nós é que somos os bons
bem, para isto não ficar
numa canção em dois tons
vou tentar abreviar
somos todos muito bons!

Que a capital seja em Lisboa ou no Porto
o capital é que é preciso ver morto
e é natural
que não seja ele a matar-se
e vamos lá, mal por mal
queira até socializar-se.

Gente do sul, gente do norte
gente que quer sair do nada
há uma classe exploradora
e há uma outra que é explorada.

Gente do campo, gente da cidade
gente que quer sair do nada
há uma classe exploradora
e há uma outra que é explorada.

Quem é que explora toda esta rivalidade
quem tem nas mãos, sul, norte, campo, cidade
quem é que puxa
os cordelinhos da gente
nos põe na boca uma chucha
e nos empurra para a frente.

Faz-me lembrar quando ainda eramos meninos
e nos mandavam à caça aos gambuzinos
só que os meninos
estão a crescer de estatura
e antes de cantar hinos
querem ver a partitura.

Gente do sul gente do norte, etc.

A pôr fronteiras entre Minhos e Sados
ainda acabamos todos encurralados
a fazer manguitos
ao irmão do outro lado
e a gritar: estamos quites
lixaste-me e estás lixado

Dizem no norte os do norte é que são bons
Dizem no sul os do sul é que são bons, etc...

domingo, abril 23, 2017

MARIA JOÃO NO HOTEL BABILÓNIA

Um dos programas de culto da Antena 1 é o Hotel Babilónia. Aos fins-de-semana. E há mais de um mês, a propósito do novo trabalho em que podemos ouvir a Maria João, fizeram esta entrevista com música, que aconselho (link para a segunda hora do programa). Para ouvir ao fim-de-semana, numa pausa.

sábado, abril 22, 2017

THE BLUES EXPERIENCE - BUDDA POWER BLUES E MARIA JOÃO

Saiu este CD assim intitulado de "experiência".  Uma experiência muito bem conseguida e aqui está tudo explicadinho, ao som da forte música. Um curto documentário de 20 minutos:

Quem não puder dispor de 20 minutos, pode sempre procurar e ver no youtube uma das músicas e impressionar-se com a grande Maria João, num registo bonito e emocionante. E nacional...

sexta-feira, abril 21, 2017

SIMON DU FLEUVE - A SAGA DE CLAUDE AUCLAIR

Um destes dias vim à net à procura de coisas sobre Simon du Fleuve, uma obra em vários álbuns de BD. É de leitura obrigatória. Quem nunca leu, em vez de pôr o dedo no ar, vá depressa a uma biblioteca ou peça emprestado a um amigo próximo. O melhor que encontrei na net foi num blogue de um amigo que já não vejo há decénios, dos tempos do GIDC em Coimbra. Aconselho a leitura clicando aqui nest link (para o Kafe Kultura). Quem quiser apenas recordar, aqui fica um filmezinho de 4 minutos de homenagem ao autor:

quinta-feira, abril 20, 2017

PLANTAÇÃO DE PLANTAS AUTÓCTONES EM SEVER DO VOUGA

Pois, isto foi já em Março, mas só agora tem eco aqui no Malfadado. Estive lá e foi uma limpeza, plantámos as árvores e arbustos com uma perna às costas, porque foi ao longo da ciclovia que eu já percorri de bicicleta (e aconselho vivamente). Uma acção de voluntariado em prol de um ambiente melhor, numa zona já toda estragada pelos eucaliptos e pelas acácias. Fica aqui a reportagem video:



Falta só chamar a atenção para a falta de rigor no trabalho jornalístico, porque se é verdade que fizemos o trabalho num instante, e com a ajuda de máquinas da autarquia, não se pode dizer que se levou a efeito "uma acção de limpeza".


quarta-feira, abril 19, 2017

3 COISAS MAIS IMPORTANTES NA VIDA

As três coisas começam ao minuto e vinte e cinco. Este homem safou-se por pouco, e ele conta como ninguém o tempo em que viu a morte à sua frente.



Diz ele quase no final: "acima de tudo, acima de tudo, o único objectivo que tenho na vida é ser um bom pai". E digo eu, para isso (ser pai, ou educador, ou trabalhar em prol dos outros) é preciso cumprir os dois pontos anteriores e também ter saúde para o fazer bem e duradouramente, até chegar o dia em que se passa a bola aos outros... sendo que os dois pontos anteriores são também importantes para mantermos a nossa saúde num ponto alto. Mas para isso há que investir tempo e energia.

segunda-feira, abril 17, 2017

BOLINHAS DE CENOURA E COCO

Esta receita é super simples e junta quase só ingredientes saudáveis. Para a inauguração da exposição que já dei destaque aqui no Malfadado (reportagem Fotobox), baseei-me nesta receita explicada no blogue "As receitas lá de casa":
"150g de cenoura cozida, escorrida e passada em puré
130g de coco ralado
130g de açúcar
Misturar todos os ingredientes de forma homogénea. Levar ao frigorífico de um dia para o outro. Se mesmo assim ainda estiver muito macio e difícil de manejar acrescentar mais um pouco de coco. Fazer bolinhas e passar por coco ralado ou açúcar."
Mas como gosto de melhorar as coisas, e como me lembrava bem que estas bolinhas ficam deliciosas, não mexi muito na receita, mas usei cenouras de agricultura biológica, açúcar de cana mascavado para rolar no fim as bolinhas e para parte do açúcar a misturar com a cenoura. Parte porque também usei mel purinho e uma pitada de sal, reduzindo assim a bomba calórica e de sacarose, realçando os açúcares naturais da cenoura.
Quando fizerem uma festa para crianças, ponham-nas a fazer destas bolinhas doces. Se elas fizerem, depois vão comê-las e habituarem-se a comer coisas mais naturais. Há coisas da nossa infância (o nossa refere-se ao período entre os anos sessenta e oitenta) que eram tão boas e que foram ficando esquecidas. Esta é uma das obrigatórias e que vale a pena recuperar.

sábado, abril 15, 2017

SEMANA PERGUNTE PELO BIO VAI ESTAR EM VAGOS

Vai ser já daqui a uns dias, às 17 horas do dia 20. Podem procurar aqui nesta página (clicar aqui para link do site da AGROBIO) não só a iniciativa em Vagos, como muitas outras por todo o nosso Portugal pouco biológico. É por isso cada vez mais importante ir perguntado pelo Bio...

domingo, abril 09, 2017

EM VEZ DE DESPERDIÇAR ÁGUA, COMPOSTAGEM DA NOSSA CAQUINHA

Aqui está o modelo mais simples de um wc de compostagem. Sem grandes complicações de arejamentos e com baldes reutilizados. Imagino que às vezes não cheire bem quando se levanta a tampa, mas com serradura e cinza a cobrir as fezes também não deve ser pior que aquelas casas de banho portáteis de alguns festivais de Verão.
Fica aqui o video, e em breve estará disponível uma para experimentação na Gândara (de Vagos).

sábado, abril 08, 2017

NATUREZA COMESTÍVEL?

Não, não é sobre lebres, perdizes e caracóis e caracoletas. É uma entrevista da grande Alexandra Azevedo que saiu aqui na net recentemente. Fica aqui o convite para lerem e para um dia, quem sabe, introduzirem alimentos saudáveis na vossa dieta. Mais verdes, mais folhas, menos trigo mais bolotas. Toda a entrevista aqui (clicar neste link para o site do UniPlanet).

sexta-feira, abril 07, 2017

OVERDRIVER DUO

Os brasileiros são muitos, milhões, e de vez em quando descobrimos gente assim, que canta músicas com muito sucesso internacional, e fazem-no de forma muito original. E com uma qualidade que nos deixa mudos. Fica o convite para os descobrirem nos videozinho que têm no seu canal You Tube. Para "decorar" o Malfadado fica esta versão de Chandelier, one, two, three:

quinta-feira, abril 06, 2017

A NOSSA GENTE - JORGE BACELAR E OS SEUS MODELOS FOTOGRÁFICOS

No final de Março participei na inauguração da exposição de fotografias do Jorge Bacelar, em Estarreja. Foi uma bonita festa e pude falar com pessoas que conhecia apenas das imagens que este fotógrafo capta. Fica aqui a reportagem do programa Fotobox:

FOTOBOX 44 from fotoboxTV on Vimeo.

quarta-feira, abril 05, 2017

TANTA COISA, TANTA GENTE E BICHOS VÁRIOS

Pronto, depois da peta de primeiro de Abril, aqui vai um pequeno registo dos meses de Fevereiro e Março: entre coisas da Quercus (ilegalidades do PCI com cobertura dos organismos oficiais, pareceres do Conselho Fiscal e o melhor de tudo, que são as Jornadas de Voluntariado no Cabeço Santo) e coisas pessoais, houve bastante tempo para muitas outras coisas. Assim que possa vou deixar aqui uns links e fotos e comentários. E vou dar mais umas férias ao Facebook. Hoje ficam as fotos do Sctoch e da Whisky (aka Tipetí), a banhos de Sol de Inverno na nossa sala virada a sul.



sábado, abril 01, 2017

BALANÇO NEGATIVO

É mesmo assim... sem nenhum registo desde final de Janeiro, o Malfadado regista um balanço negativo. O qual contrasta com o balanço positivo de muitas coisas feitas por estes dias. Umas melhor, outras pior. Hoje é fim-de-semana, e acordei a pensar que fazendo um balanço, e relativizando, mas também calculando o valor daquilo que escrevemos na internet, este blog termina hoje a sua carreira. Vou lá para fora apanhar ar puro (se é que o ar que respiramos ainda se pode considerar puro...) e ganhar novo fôlego para aquilo que há para fazer.

segunda-feira, janeiro 30, 2017

PEDIDO ESPECIAL AOS AMIGOS E LEITORES DO MALFADADO

No início dos anos 90,  há cerca de 25 anos atrás, quando as lutas ambientais em Portugal eram duras e difíceis, um pequeno grupo de associados da Quercus decidiu avançar para a compra de terrenos, de modo a evitar a destruição dos montados, que nessa altura ou viravam eucaliptais, ou as árvores eram dizimadas dando lugar a desertos ou, ainda, eram terrenos transformados em gigantescas zonas de caça, onde se matavam a tiro, envenenavam ou destruíam inúmeras espécies da fauna selvagem, mamíferos, aves, répteis. Com uma parte das despesas cobertas por fundos comunitários, nessa altura foi possível comprar terrenos na zona do Tejo Internacional que foram e são muito importantes para a conservação da natureza. Passados 25 anos os problemas com os eucaliptos estão resolvidos, ali no interior. As condições extremas não dão plantações rentáveis. Mas continua a desflorestação e substituição por plantações, e continuam as zonas de caça a destruir o nosso património e a espalhar a morte. Por isso faço aqui um pedido especial de ajuda: entre o final deste mês e os primeiros dias de Fevereiro há que atingir uma determinada verba, juntando donativos. É a oportunidade de participar numa campanha de crowdfunding, onde a ideia é muitos pequenos donativos chegarem a grandes objectivos. E quem não puder dar muito, ou mesmo dar nada, pode ajudar com 10 minutos e partilhar esta campanha junto dos seus amigos. Vamos dar mais espaço para a vida selvagem no Tejo Internacional? Fica então o link para o crowdfunding com um pequeno video onde se explica a campanha e como participar (clicar aqui).

sábado, janeiro 28, 2017

AO FAMOSO GESTOR DA PADARIA PORTUGUESA

Tenho amigos que escrevem muito bem. Muito e bem. Aqui fica a carta (publicada sem autorização prévia) de um desses amigos, dirigida ao dono de um negócio que apareceu na televisão a comentar o aumento do salário mínimo (link para a notícia - clicar):

Caro Camarada Nuno Carvalho:
Antes de mais, deixe-me agradecer-lhe o facto de vir a público defender a minha causa! Sou trabalhador por conta de outrem e acho absurdo que a lei não me permita trabalhar 60 ou 70 horas por semana. Tenho um tio que, entre 1950 e 1972 trabalhou quase esse número de horas nas minas da Urgeiriça e hoje está ali rijo como um pêro, na lista de transplantes para um pulmão. Não se queixa (não sei se da valentia ou da insuficiência respiratória, mas não se queixa).
O que interessa é que eu adoraria trabalhar 40 horas num lugar que me paga de salário quase dois terços do que preciso para arrendar um apartamento em Lisboa e o estupor da lei impede-me de trabalhar mais 14 horas por semana para poder acabar de pagar a renda ali, mensalmente, certinho.
E mais 11 horas por semana para poder pagar a eletricidade e a água, 3,4h para pagar a internet, 6h para o estupor do puto poder comprar os livros da escola e 40 minutos para o passe mensal, que isto de ter carro é desnecessário numa cidade com excelentes transportes como Lisboa. Ah, e não esquecer as 8,35 horas semanais extra para poder almoçar diariamente a sandes no Colombo. Sim, que isto de almoçar na Padaria Portuguesa não é para todos. Ao jantar toma-se um chazinho, que até desenjoa daquela mortadela toda da sandes do almoço.
Queria também agradecer-lhe o facto de tentar proteger-me de fazer despesas desnecessárias. Referiu - e muitíssimo bem! - a pouca vergonha de ter um smartphone ou coisas dessas. Especialmente num país como o nosso, onde pagar impostos, tratar da segurança social, fazer contratos, compras, vendas, tratar de transportes ou estudar se faz através de recursos em linha. Modernices. Tratar do IRS no telefone? Despesa absurda. Obrigado, Nuno por me defender deste consumismo. Vou voltar a fazer filinha na Repartição de Finanças da minha área de residência, que assim é que está bem.
Entretanto, o meu patrão lá fica 2 horitas sem o empregado, mas não faz mal, que o Raul fica lá no meu lugar, todo contente por poder trabalhar mais 2 horas a substituir-me e, assim, ganhar uns cobres para comprar o aparelho dos diabetes. Sim, que ele não pode contar com a mulher. Aquela flausina - que não tem outro nome - conseguiu arranjar emprego numa empresa um bocado bota-de-elástico: pagam-lhe 1783,45€ mensais e ela trabalha só 7 horas por dia. Diz que a empresa até lhes paga encontros de vez em quando, passeios de grupo e formação profissional. Tem uma mesa de pingue-pongue no bufete. Não lhes antecipo grande futuro. Diz que as empresas na Suécia e na Noruega são quase todas assim - outros que não tarda estão na bancarrota! Ah, se eles tivessem lá um Nuno como o nosso... Só é pena não a deixarem trabalhar mais horas, que ela bem gostava de escapar às conversas rebuscadas das amigas do ginásio. Ma o estupor da lei que não a deixa... Qualquer dia a mulher aparece-me em casa com uma depressão por não poder fazer as 12 horas por dia que tanto deseja.
Mas do que eu gostei mesmo foi de quando disse que um salário mínimo de 557€ era, de facto, um salário de 877€ porque é isso que o empregador paga. Isso é que é fazer contas! Por o dedo na ferida. Ah valente! Do que Portugal precisa é de gente assim!!
Está decidido: de hoje em diante, a diferença entre os 557€ e os 877€ que o patrão afinal me deposita no banco mensalmente, vai ser toda para gastar na Padaria Portuguesa!
Já agora, desculpe a pergunta: não é verdade que os salários e contribuições são deduzidos do lucro da empresa? Então o seu esforço não é tão grande assim... Aliás, como a empresa tem personalidade jurídica autónoma, o Nuno até nem faz esforço nenhum. A única coisa que faz, na verdade, é deixar de receber, em lucro, mais cerca de 20%. Sei que parece muito, mas considerando que se o seu trabalhador adoecer, o Estado paga o médico; se a sua empresa for assaltada, o Estado paga a investigação; se não lhe pagarem um jantar, o Estado paga o tribunal e, se o Nuno tiver um banco e este for a falência, o Estado paga o buraco, esses 20% de que se queixa até nem são assim tão mau negócio, pois não?
Mas eu compreendo. Às vezes vejo aquele seu colega empresário, nosso vizinho. Faz barcos. Não paga salários mínimos porque não quer gente na empresa a comer sandes de pão-ralado, a perder tempo de trabalho a pensar como pagar a prestação da casa ou com dores no joelho por não ter dinheiro para a fisioterapia, mas, depois de ler a sua entrevista e ver como se gere uma empresa a sério, tenho a certeza que vai mudar o padrão.
A propósito, eu também estou a pensar abrir um negócio. Tenho força de vontade e também tenho queda para a pastelaria. Não quer vir até cá dar umas ideias? Eu pago-lhe, claro. O ordenado mínimo. Sem contrato, que já não estamos em tempo dessas coisas. A nossa empresa vai ser modernaça. E ainda lhe dou oportunidade de fazer umas 30 horitas a mais por semana. Para fazer o gosto ao dedo. Sábados e domingos? Isso logo se vê.
A Padaria Portuguesa? Ó homem, isso é conversa antiga. Isso está lançado. Não precisa de passar lá o tempo todo. Largue isso e abrace um desafio a sério. Com animação, satisfação pessoal e com 60 a 70 horas semanais. Diga lá se não é de homem!!...
Do seu eterno fã:
Joaquim

quinta-feira, janeiro 26, 2017

PÉ DE XUMBO - ANDANÇAS

Para quem gosta de dar um pé de dança, é sempre bom saber que a Associação que anualmente organiza o Andanças continua em grande, e já está decidido que este ano de 2017 vamos ter um Andanças diferente. Mas não vai desaparecer ou marcar passo. Até lá muitas coisas vão acontecer no mundo das danças e dos convívios dançantes, a começar já com o Entrudanças. Fica aqui a informação porque quero que o Malfadado seja lido por gente alegre, e fica o link para o site da Pé de Xumbo (clicar aqui), onde se pode ver toda a informação e agenda para este ano.

terça-feira, janeiro 24, 2017

TAMBÉM SOMOS PORTUGUESES

Numa altura em que se fala tanto de resultados eleitorais, por causa da trampa que deram as eleições americanas, uma petição de portugueses que não conseguem votar,  reuniu as assinaturas suficientes para obrigar os deputados a fazerem aquilo que deveriam fazer e não fazem. Eu assinei há uns meses atrás, mas decerto ainda há pessoas que não assinaram. Apesar da petição já ter reunido um número suficiente para ser entregue na AR (link com a notícia), a mesma ainda está aberta para recolha de mais apoiantes. Fica aqui o convite e o link da Petição "TAMBÉM SOMOS PORTUGUESES".

domingo, janeiro 22, 2017

A PRIMEIRA DO ANO NO CABEÇO SANTO

Neste link (clicar aqui) a reportagem completa e onde se pode confirmar que eu estive lá. Desta vez levei umas azeitoninhas, que ajudaram à festa que foi o piquenique, o primeiro com comida quentinha na história deste Projecto.

sexta-feira, janeiro 20, 2017

UM BLOGUE SIMPÁTICO ONDE ENTRAR

Para quem gosta de encontrar coisas simples na net, aqui fica um blogue que só descobri recentemente. É o Porta da Frente Aberta (link aqui) que já teve dias com muito mais entradas. Agora é mais correntes de ar...

quarta-feira, janeiro 18, 2017

EVITAR O MOFO NAS COISAS DE COURO OU PELE

O ideal é ter as coisas num local bem arejado e onde não entre com facilidade ar com um elevado teor de humidade. Mas às vezes não se consegue evitar. Por isso andei  na net a pesquisar ideias e descobri três links com dicas em português, aqui ficam eles numerados. Um, dois, três, diga lá outra vez: arejar bem! Outra alternativa, bem mais techno e artificial, é não ter coisas fabricadas com pele, como fazem os vegans.

segunda-feira, janeiro 16, 2017

TRAIÇÃO - AS DOENÇAS DO SISTEMA IMUNITÁRIO OU AUTOIMUNES

Há uns tempos tivemos via net uma emissão de uma série sobre este tema da sociedade dos nossos dias. Sob o foco da medicina funcional, e numa série de montagem algo amadora e em inglês, intitulada Betrayal, deu para assistir a pontos de vista bastante interessantes. E fora da normalidade imposta pelos senhores doutores do sistema actual, em que os negócios estão à frente de uma verdadeira dedicação aos problemas de saúde do comum dos mortais.
Há uma vasta gama de vídeos no Youtube, por exemplo as entrevistas conduzidas pelo Dr Clint Paddison (link para uma conversa sobre a família e a artrite reumatóide). A série foi emitida mas só visível para quem na altura se inscreveu, ainda assim, quem estiver muito interessado, sou capaz de pedir os ficheiros emitidos a um amigo que os sacou. E depois envio. Fica aqui a apresentação:

sábado, janeiro 14, 2017

MAIS UMA COOPERATIVA? - AS FINANÇAS ÉTICAS

Pois é, as coisas estão a mudar, mas muito devagarinho. E tudo começa quando algumas pessoas vão arregaçando as mangas e fazendo alguma coisa para mudar a sua vida e assim, colaborar na transformação da sociedade. Depois do roubo às finanças públicas concretizado pelos bancos e seus amigos da política, há que arranjar alternativas para as pessoas que não querem continuar a colaborar com a podridão do sistema. Eu tenho só más referências em relação ao BPI, um péssimo serviço aos clientes e falta de respeito constante, e em relação ao Montepio Geral há lá coisas que não ficam bem a uma instituição mutualista. Apesar de ser um banco mais simpático e mais respeitador, ainda precisava de evoluir no sentido em que esta nova cooperativa está a mexer as coisas. Para quem estiver interessado, toda a informação aqui neste link (clicar para abrir a página das finanças éticas).

quinta-feira, janeiro 12, 2017

INVERNO NO CABEÇO SANTO

Para a malta mais organizadinha, aqui ficam as datas a marcar na agenda para virem até aqui à zona participar neste grande Projecto de Recuperação Ecológica. Por agora as datas de Inverno, depois marcam-se as datas de Primavera, sabendo-se já que em Maio há uma caminhada e almoço partilhado, que já faz parte dos eventos regionais a que não se deve faltar. (link para o melhor blogue de um Projecto de Conservação da Natureza - clicar)

7 e 21 de Janeiro

28 de Janeiro: jornada com a participação de um grupo de escuteiros de Travassô

4 e 25 de Fevereiro

11 de Março

Amigos que sejam de mais longe e precisem de dormida na véspera, podem contar com a casa em Vagos. Nunca aconteceu, mas quem sabe um dia um lisboeta se decida...

terça-feira, janeiro 10, 2017

GRANDE ENTREVISTA A SAMUEL INFANTE - QUERCUS

Descobri agora esta entrevista, que já tem quase um ano. Partilho porque ele fala de coisas que vivemos juntos e porque é uma peça fundamental na compreensão da conservação da natureza no interior de Portugal. Fica aqui o link para este projecto tão interessante, mas que já morreu, o VAGAMUNDOS - Conversas Itinerantes (clicar aqui em cima). Uma hora de rádio com o Samuel que fica para a posteridade.

domingo, janeiro 08, 2017

MARIA JOÃO E MÁRIO LAGINHA AO VIVO - 1999 YOU TUBE

Umas das coisas boas do You Tube é aparecerem de vez em quando pessoas que partilham coisas do passado. Estes dois artistas fora de série não gravaram nenhum DVD para que pudéssemos guardar momentos sempre únicos que são os concertos ao vivo, e desta época, 1999, é muito bom ter este registo, com bom som e tudo, de todo o espectáculo. Foi na Alemanha, com um quarteto com guitarra de Miroslav Tadic e bateria de Marcio Doctor, formação que nunca tinha tido oportunidade de ver, nas dezenas de actuações a que assisti entre os finais dos 90 e inícios de 2000. Bons tempos do Clube de Fãs!!! A Maria João continua insuperável, o Mário Laginha sempre genial. São quase duas horas de momentos altos atrás de momentos altos, fica o convite para verem, bem instalados e sem mais nada para fazer:

sexta-feira, janeiro 06, 2017

VISITAR VISEU EM 2017

2017 é o ano oficial de visitar Viseu. Em Viseu há uma Pousada de Portugal, que vamos conhecer em breve, para ver como estão organizados para responder da melhor forma a esta iniciativa das forças vivas de Viseu. Fica o link para a explicação da iniciativa (clicar aqui). Pode ser que seja desta vez que eu me consiga aperceber melhor do espaço urbano desta terra cheia de história e tradições bem portuguesas.

quarta-feira, janeiro 04, 2017

COOPÉRNICO - FORNECIMENTO DE ENERGIA SOLAR

Nada como pertencer a uma Cooperativa que se formou para dar às pessoas a possibilidade de juntarem as suas economias para investir em projectos de produção de energia eléctrica. Fica aqui o convite para quem o quiser fazer, é um processo muito simples e pouco burocrático, basta clicar aqui neste link (para o site da COOPÉRNICO). Mas para além de se investir na produção, os cooperantes podem, e devem, pedir para a sua empresa distribuidora de electricidade ser a própria cooperativa. É também um processo facilitado, basta preencher formulários e imprimir um contrato e assinar e devolver. E os preços praticados são muito interessantes e amigos do consumidor. Nas minhas pesquisas sobre esta questão dos fornecedores de energia, descobri também que existe uma lei que protege os consumidores, que impede os fornecedores de serviços básicos de facturarem coisas com mais de seis meses depois do consumo (link com as referências todas, numa notícia do Expresso). Alguma dúvida? Contactem o Malfadado!

segunda-feira, janeiro 02, 2017