sábado, maio 06, 2017

VAI APANHAR TRUFAS NO PINHAL

Só para registar aqui na net uma expressão, usada aqui no litoral, onde os carvalhais e sobreirais foram sendo substituídos por pinhais (e que agora estão a ser substituídos por eucaliptais...).
Usava-se esta expressão para mandar a pessoa desamparar a loja, ir passear ou ir chatear o Camões.
Parece-me que a expressão pode derivar do facto de com a substituição das árvores, as trufas terem deixado de aparecer nos campos. Mas é apenas a minha interpretação.

sexta-feira, maio 05, 2017

HISTERIA COM CÃES PERIGOSOS

Deixo-vos este videozinho que de forma irónica aborda a questão que ocupou jornais e net nos últimos tempos:



Além da ironia aparecem trechos com calão e opiniões do Miguel Sousa Tavares.

quinta-feira, maio 04, 2017

ESTRANHA FORMA DE VIDA?

Um documentário com uma hora e quarenta e oito minutos, um filme! Do realizador Pedro Serra, com entrevistas em Cabrum (Vale de Cambra - distrito de Aveiro), Cooperativa Integral (Barcelona - Catalunha) e Tamera (Odemira - distrito de Beja). Experiências de formas de vida alternativas, registadas para a posteridade.

Que Estranha Forma de Vida // What a Strange Way of Life - FULL DOCUMENTARY HD from Pedro Serra on Vimeo.

quarta-feira, maio 03, 2017

terça-feira, maio 02, 2017

FOGO FLORESTAL DE VERÃO, NO INÍCIO DA PRIMAVERA, DESTRÓI PARTE DO PROJECTO CABEÇO SANTO

De manhã, há um par de dias atrás, quando me levantei bem cedinho, vi um fumo no ar que me lembrou dos fogos florestais de Verão. Não me passou pela cabeça que poderia ser fumo proveniente de uma zona que este ano passado teve o envolvimento de milhares de horas de trabalho voluntário. Mas foi mesmo assim. Um fogo ateado de forma criminosa, a meio da noite, que se espalhou facilmente com a ajuda do vento. A reportagem e algumas fotos no melhor blogue ibérico de um projecto de conservação da natureza (clicar aqui).

segunda-feira, maio 01, 2017

BERTA CÁCERES - UMA HOMENAGEM DESTE MODESTO BLOGUE

Não gosto muito de homenagens póstumas. É sinal de que o homenageado já morreu. Berta Cáceres foi assassinada. Mas ainda são poucos os que ouviram falar dela e das razões do seu brutal assassinato a mando de interesses financeiros. Fica aqui um documentário realizado em 2016, mas são 30 minutos. Vale a pena ver porque está muito bem realizado e é um bom consciencializador para as questões ambientais e de exploração dos países pobres. Na descrição do video, para quem não tem 30 minutos, está um texto em espanhol que em minuto e meio resume o que se passou, e passa, nas Honduras.
Hoje é dia de luta, ou não é?


sábado, abril 29, 2017

PAÍS COLMEIA - PARA OUVIR E VER

PÁRA TUDO!!!

São 3 minutinhos e pouco. Vejam e oiçam, com a famosa Capicua, ao vivo, e a famosa Adélia Garcia, que já cá não está mas ainda nos dá a sua música da alma (link para mais informação sobre esta cantora popular). Para ouvir, abanar, pensar, ver e partilhar. Porque é bom saber que a nossa música popular está tão bem entregue a esta malta que faz coisas como esta:

quinta-feira, abril 27, 2017

SEMANA PERGUNTE PELO BIO - EM VAGOS

Na semana passada decorreu, pelo segundo ano, uma iniciativa de divulgação da agricultura biológica, em que se juntam inúmeras entidades, mas em que a AGROBIO e a QUERCUS têm grande destaque. E mais uma vez, em Vagos, aconteceu uma organização original, que permitiu juntar algumas pessoas.



A degustação de produtos alimentares, a visita a comerciantes locais e a mesa-redonda final tiveram o apoio da Biblioteca Municipal de Vagos, dos agricultores biológicos de Vagos e dos comerciantes. Este ano até tivemos direito a uma reportagem na rádio local (link aqui, notícia a partir do minuto 04.25).
Amanhã é dia de ir a Coimbra e ser orador no IV Encontro Agroecológico, em representação da QUERCUS. O Encontro é organização AGROBIO e ESAC, aquela que foi a minha escola agrária.

terça-feira, abril 25, 2017

SAUDÁVEL NUMA SOCIEDADE DOENTE - AVEIRO EM TRANSIÇÃO

Apanhei uma frase de Krishnamurti que aparece muitas vezes citada na net. Aqui fica nesta reflexão tirada de um blogue (clicar no link para o texto completo) : NÃO É SINAL DE SAÚDE ESTAR BEM ADAPTADO A UMA SOCIEDADE DOENTE.
Ora, vale a pena parar para pensar. De vez em quando lá surgem reflexões sobre os casos daqueles alunos que têm problemas na escola e cujos pais, aconselhados por médicos do sistema, drogam os seus filhos, considerados doentes, para que se adaptem bem à escola e ao sistema de ensino. Em Portugal são milhares os que andam ou andaram drogados. A ideia é bem adaptar os jovens doentes à sociedade, pois claro.
Ainda sem sair do sistema de ensino, há um problema que ninguém quer referir: o elevado número de professores que se drogam (pois, o termo é forte mas é assim mesmo, quem achar ofensivo leia: "que são medicados") para aguentar ir e estar numa escola. Em Portugal são milhares os que andam ou andaram drogados, alguns de tal maneira que estão de baixa, sob "tratamento" anti-depressivo. Isto sim, os sindicatos deviam fazer um estudo nacional, as escolas deviam debater nos seus conselhos ditos pedagógicos, os pais deviam estar preocupados, pois são estes os exemplos que passam para os alunos.
Há pouco tempo estava a ouvir na rádio uma reportagem sobre situações familiares e lá vinha uma mãe dizer que o filho andava a dar na Ritalina (usou outros termos claro), que estava mais triste e calado, mas pelo menos deixou de receber queixas dos professores. Mas quais professores? Os que andam a dar no Prozac?
Temos uma sociedade doente... hoje é 25 de Abril, um bom dia para ir para a rua gritar, mas sem ser obrigado: "- É já tempo de de embalar a trouxa e zarpar".
Felizmente que em Aveiro há sinais de mudança, há um grupo de pessoas que se juntou inspirados pelo movimento cidades em transição. Aveiro em Transição, assim se designa este grupo informal, que já pariu uma associação formalizada, a Ciclaveiro, e que tem grupos de Alimentação e Ambiente, Economia, Mães em Transição. Um dia todas as cidades e vilas vão ter grupos assim organizados, para partilhas de saberes, trocas, compras colectivas, encontros de convívio saudável e tertúlias abertas ao resto da sociedade. Porque é possível ter uma sociedade saudável.

segunda-feira, abril 24, 2017

NÓS É QUE SOMOS OS BONS. OS OUTROS...

Fica este videozinho, seguido de uma letra de música do Sérgio Godinho:



e do Sérgio Godinho:

Dizem no norte: os do norte é que são bons
dizem no sul: os do sul é que são bons
dizem no campo: nós é que somos os bons
dizem na cidade: nós é que somos os bons
bem, para isto não ficar
numa canção em dois tons
vou tentar abreviar
somos todos muito bons!

Que a capital seja em Lisboa ou no Porto
o capital é que é preciso ver morto
e é natural
que não seja ele a matar-se
e vamos lá, mal por mal
queira até socializar-se.

Gente do sul, gente do norte
gente que quer sair do nada
há uma classe exploradora
e há uma outra que é explorada.

Gente do campo, gente da cidade
gente que quer sair do nada
há uma classe exploradora
e há uma outra que é explorada.

Quem é que explora toda esta rivalidade
quem tem nas mãos, sul, norte, campo, cidade
quem é que puxa
os cordelinhos da gente
nos põe na boca uma chucha
e nos empurra para a frente.

Faz-me lembrar quando ainda eramos meninos
e nos mandavam à caça aos gambuzinos
só que os meninos
estão a crescer de estatura
e antes de cantar hinos
querem ver a partitura.

Gente do sul gente do norte, etc.

A pôr fronteiras entre Minhos e Sados
ainda acabamos todos encurralados
a fazer manguitos
ao irmão do outro lado
e a gritar: estamos quites
lixaste-me e estás lixado

Dizem no norte os do norte é que são bons
Dizem no sul os do sul é que são bons, etc...

domingo, abril 23, 2017

MARIA JOÃO NO HOTEL BABILÓNIA

Um dos programas de culto da Antena 1 é o Hotel Babilónia. Aos fins-de-semana. E há mais de um mês, a propósito do novo trabalho em que podemos ouvir a Maria João, fizeram esta entrevista com música, que aconselho (link para a segunda hora do programa). Para ouvir ao fim-de-semana, numa pausa.

sábado, abril 22, 2017

THE BLUES EXPERIENCE - BUDDA POWER BLUES E MARIA JOÃO

Saiu este CD assim intitulado de "experiência".  Uma experiência muito bem conseguida e aqui está tudo explicadinho, ao som da forte música. Um curto documentário de 20 minutos:

Quem não puder dispor de 20 minutos, pode sempre procurar e ver no youtube uma das músicas e impressionar-se com a grande Maria João, num registo bonito e emocionante. E nacional...

sexta-feira, abril 21, 2017

SIMON DU FLEUVE - A SAGA DE CLAUDE AUCLAIR

Um destes dias vim à net à procura de coisas sobre Simon du Fleuve, uma obra em vários álbuns de BD. É de leitura obrigatória. Quem nunca leu, em vez de pôr o dedo no ar, vá depressa a uma biblioteca ou peça emprestado a um amigo próximo. O melhor que encontrei na net foi num blogue de um amigo que já não vejo há decénios, dos tempos do GIDC em Coimbra. Aconselho a leitura clicando aqui nest link (para o Kafe Kultura). Quem quiser apenas recordar, aqui fica um filmezinho de 4 minutos de homenagem ao autor:

quinta-feira, abril 20, 2017

PLANTAÇÃO DE PLANTAS AUTÓCTONES EM SEVER DO VOUGA

Pois, isto foi já em Março, mas só agora tem eco aqui no Malfadado. Estive lá e foi uma limpeza, plantámos as árvores e arbustos com uma perna às costas, porque foi ao longo da ciclovia que eu já percorri de bicicleta (e aconselho vivamente). Uma acção de voluntariado em prol de um ambiente melhor, numa zona já toda estragada pelos eucaliptos e pelas acácias. Fica aqui a reportagem video:



Falta só chamar a atenção para a falta de rigor no trabalho jornalístico, porque se é verdade que fizemos o trabalho num instante, e com a ajuda de máquinas da autarquia, não se pode dizer que se levou a efeito "uma acção de limpeza".


quarta-feira, abril 19, 2017

3 COISAS MAIS IMPORTANTES NA VIDA

As três coisas começam ao minuto e vinte e cinco. Este homem safou-se por pouco, e ele conta como ninguém o tempo em que viu a morte à sua frente.



Diz ele quase no final: "acima de tudo, acima de tudo, o único objectivo que tenho na vida é ser um bom pai". E digo eu, para isso (ser pai, ou educador, ou trabalhar em prol dos outros) é preciso cumprir os dois pontos anteriores e também ter saúde para o fazer bem e duradouramente, até chegar o dia em que se passa a bola aos outros... sendo que os dois pontos anteriores são também importantes para mantermos a nossa saúde num ponto alto. Mas para isso há que investir tempo e energia.

segunda-feira, abril 17, 2017

BOLINHAS DE CENOURA E COCO

Esta receita é super simples e junta quase só ingredientes saudáveis. Para a inauguração da exposição que já dei destaque aqui no Malfadado (reportagem Fotobox), baseei-me nesta receita explicada no blogue "As receitas lá de casa":
"150g de cenoura cozida, escorrida e passada em puré
130g de coco ralado
130g de açúcar
Misturar todos os ingredientes de forma homogénea. Levar ao frigorífico de um dia para o outro. Se mesmo assim ainda estiver muito macio e difícil de manejar acrescentar mais um pouco de coco. Fazer bolinhas e passar por coco ralado ou açúcar."
Mas como gosto de melhorar as coisas, e como me lembrava bem que estas bolinhas ficam deliciosas, não mexi muito na receita, mas usei cenouras de agricultura biológica, açúcar de cana mascavado para rolar no fim as bolinhas e para parte do açúcar a misturar com a cenoura. Parte porque também usei mel purinho e uma pitada de sal, reduzindo assim a bomba calórica e de sacarose, realçando os açúcares naturais da cenoura.
Quando fizerem uma festa para crianças, ponham-nas a fazer destas bolinhas doces. Se elas fizerem, depois vão comê-las e habituarem-se a comer coisas mais naturais. Há coisas da nossa infância (o nossa refere-se ao período entre os anos sessenta e oitenta) que eram tão boas e que foram ficando esquecidas. Esta é uma das obrigatórias e que vale a pena recuperar.