segunda-feira, janeiro 02, 2017

sexta-feira, dezembro 30, 2016

TERMINA O BALANÇO DO ANO 2016

Para terminar o balanço do ano, aqui ficam mais uns videozinhos do youtube.
Na cultura houve bons filmes em exibição, e houve muito boa música. Como noticiei aqui no Malfadado, nós fomos ao Bons Sons, que nos deixou boas recordações. Para quem não foi aqui fica um pequeno vídeo muito bem montado, para abrir desde já o apetite para a edição de 2018:

Em termos de activismo social houve tantas coisas a acontecerem. E um pouco por todo o mundo. Normalmente as coisas más são sempre notícia, por isso é bom saber que há quem tenha feito um apanhado de 99 coisas boas que aconteceram aqui e/ou ali (link para o site em inglês). E para ilustrar, em vez de deixar o trailer do filme Amanhã, que a RTP1 passou esta semana e que ainda deve poder ser repescado no site da RTP (e que aconselho vivamente a todos), deixo um pequeno vídeo do Greenpeace, sobre os oceanos, :


quinta-feira, dezembro 29, 2016

2016 - O ANO DA GERINGONÇA

Uma geringonça só trabalha bem se for construída com imaginativos e úteis gingarelhos. E se o António Costa é o mestre, a Mariana Mortágua é a estrela (link para uma entrevista da Anabela Mota Ribeiro).
Como tenho feito neste balanço de 2016, vou ilustrando com um video do You Tube, aqui fica para memória um pequeno vídeo já do ano passado, estrelando a Mariana Mortágua e comentando a propósito do estoiro da bolsa chinesa:




quarta-feira, dezembro 28, 2016

2016 É UM MARCO PRESIDENCIAL

Com o Mário Soares numa situação de saúde nada fixe (já tínhamos percebido que a idade avançada estava a provocar estragos sérios), o ano termina com um Presidente eleito em Janeiro, que não contou com o meu voto, mas que pela sua dinâmica tem atraído as atenções e as simpatias de muita gente. Na altura devo ter falado aqui sobre o facto de partir com uma grande vantagem para as eleições, pois as suas crónicas semanais televisivas cativaram muita gente, mas também eu fiquei surpreendido com a forma como tem desenvolvido o seu trabalho.
Estive com ele na cerimónia que marcou a inauguração das instalações da APELA no norte, espaço cedido pela Santa Casa da Misericórdia do Porto. Altura em que distinguiu com uma Ordem o Salvador Guedes, pelo seu trabalho em prol da associação mas também pela sua carreira e contribuições para a sociedade aos mais variados níveis.
Fica aqui um videozinho que mostra bem como ele é:

terça-feira, dezembro 27, 2016

OUTRA COISA QUE MARCOU 2016

As eleições em Espanha, com a afirmação de novas forças políticas, mas ao mesmo tempo com eleições repetidas, e sempre com o mesmo resultado, a vitória das forças conservadoras e ligadas aos mais incríveis casos de corrupção. Foi um ano em que aqui ao lado prenderam montes de peixe graúdo que se envolvia com polvos de muitos tentáculos. Deixo um dos vídeos do canal you tube do Podemos:

segunda-feira, dezembro 26, 2016

COMEÇA O BALANÇO DO ANO 2016

Aqui no Malfadado, há coisas que não foram referidas na altura, mas que olhando para trás merecem algum destaque. RAQUEL VARELA é uma referência. Aqui fica um pequeno vídeo com a sua opinião sobre os papéis do Panamá (que levou à queda de governantes e mostrou como os mais ricos do mundo fogem a contribuir para a sociedade, para o pessoal que lhes dá a riqueza através do consumo de bens).

sábado, dezembro 24, 2016

CORREIO DE BOAS FESTAS E BOAS ENTRADAS

Já enviei o cartãozinho feito artesanalmente. Usei esta maravilha que é o e-mail e que nos permite poupar (tempo, papel, dinheiro) e chegar perto dos amigos todos só com dois cliques. Se algum amigo ler isto e não tiver recebido o cartãozinho com a foto (roubada da net) do Convento de Mafra, tem que me avisar, é porque por lapso não está incluído na minha lista de contactos.
Ao leitor do Malfadado ocasional, aqui ficam os melhores votos da época. Este ano o cartãozinho é só para os amigos!

sexta-feira, dezembro 23, 2016

ELE VEM AÍ

Pois é! Aqui partilho uns links que podem ser interessantes.

1 - Um presépio dos tempos modernos - foto (atenção ao respeito pelos animais das quintas)

2 - Uma receita para a consoada - blogue Voltar à Terra (sem açúcar e com produtos BIO)

3 - Uma ideia de solidariedade - crowdfunding para um mundo melhor para os que hão-de vir aí (e com muitas bolotas de azinheira BIO, o alimento do passado e que vai ser o do futuro)

E esta foto, sacada do facebook da admirável e fora de série Maria João, que aproveitou as sempre úteis podas no seu quintal para fazer isto com um dos ramos da figueira:




quinta-feira, dezembro 22, 2016

80 ANOS DA MINHA MÃE

Neste dia de aniversário, quase em cima da festa do Natal, houve uma festa com um jantar especial. Foi no "Repasto do Evaristo", em Condeixa. Foi um bonito convívio, com os filhos todos da mãe reunidos, mesmo o meu irmão que veio da Suiça de surpresa. E a comida foi também a condizer, estava boa e o conceito do repasto é interessante.
Por falar em surpresas, aqui fica um videozinho surpreendente. Agora já entendo melhor porque é que não se deve deixar o fubá mal vigiado...

quarta-feira, dezembro 21, 2016

CONTESTANDO UM DESPEDIMENTO

Copio aqui o texto escrito pela jornalista Ana Margarida de Carvalho (link para o texto original), a propósito do seu afastamento, decidido pelos patrões. O futuro da boa informação passa mas é pelo jornalismo independente, em projectos como este do Jornalismo de Causas (outro link, basta clicar aqui). É triste ver como o poder económico vai calando pessoas que dão a informação que as pessoas merecem, e que precisam para depois decidirem em consciência. O poder económico gosta mesmo é de inconscientes...

DEBITUÁRIO

Havia um autor famoso que dizia 'fala sobre o que quiseres, mas não escrevas sobre a vidinha'. Pois venho desobedecer-lhe, é justamente da vidinha que eu venho aqui tratar. Da minha. E quero, antes de tudo, agradecer a tantos e tantos amigos e colegas (alguns distantes) que se interessaram e quiseram saber e me telefonaram e mandaram mensagens. Nem imaginam como foi importante para mim.... Não vou esquecer. Os que não me falaram, não se preocupem, eu já esqueci.

1º- Não deve haver nada mais inglório do que acabar uma carreira de 24 anos de jornalismo num gabinete de um director de recursos humanos.
2º- Não deve haver nada mais inglório do que ter de enfrentar sozinha um destes seres anónimos e transitórios, sem uma única palavra de explicação, de apoio e de solidariedade de quem devia e podia.
3º- Não deve haver nada mais inglório do que ser destratada e desconsiderada e humilhada e coagida a assinar um contrato de rescisão, tudo menos amigável.
4º- Este meu despedimento não foi a pior coisa que me aconteceu naquela redacção. Foi apenas a última.
5º- Não guardo qualquer ressentimento em relação a esta direcção. É tão má como qualquer outra anterior (sem contar obviamente com a do Carlos Cáceres Monteiro, o único director, grande-repórter, líder que conheci). Estes apenas fazem o que lhes mandam- e mal. São outros seres anónimos e transitórios. E estão assustados (no sentido brechtiano do termo)
6º- Cometi um erro: foi levar o jornalismo demasiado a sério, quando ele não queria ser levado a sério.
7º- Não, cometi dois erros: o de a certa altura da minha vida ter colocado o jornalismo à frente de tudo. Da literatura, sim (comecei a escrever muito tarde), dos meus próprios filhos, quando eram pequenos - e isto dói.
8º- Terceiro erro (há sempre um terceiro): estava sempre tão atolada em trabalho, tão concentrada nas reportagens, nas entrevistas, numa correria, cheia de entusiasmos - o que não faz mal nenhum porque era muito nova, tinha muita energia, mas tinha muita ingenuidade também. Resultado: nunca dei conta, a tempo, de como a incompetência e falta de talento estão associadas, por sua vez, a um talento desmesurado para a intriga e para o 'mau coleguismo'. .Palavra que não fazia ideia de que a inveja podia ser uma força tão mobilizadora.
9º- No jornalismo conheci as piores pessoas, as mais cobardes, as mais desleais, as mais mesquinhas, as mais medíocres, as mais desinteressantes, as mais incompetentes, as mais desonestas, algumas nem sabia que podiam existir (achava que era só nos livros, enfim)... Mas depois conheci pessoas maravilhosas que se tornaram amigas de infância. E isso vale tudo e apaga o resto.
10º- Por causa do jornalismo contactei de perto com personalidades admiráveis, fui a sítios onde jamais iria, conheci mundos outros. Nunca cometi nenhum erro grosseiro, nunca falhei um prazo, nunca me atrasei na entrega de algum trabalho... Nunca lisonjeei para cima, nunca desmotivei quem esteve abaixo de mim. Devo-lhe muito, mas não farei as pazes com o jornalismo tão cedo. Talvez um dia. Porque o trabalho é um direito, não apenas um dever, a minha vontade é, juro, ir-me embora, sair do país, ir fazer voluntariado para um sítio longínquo e perigoso, onde não me considerem «dispensável». . Bom... depois do Natal logo vejo...
Obrigada a todos os que chegaram até aqui
amc

terça-feira, dezembro 20, 2016

HÁ QUEM NÃO GOSTE DO NATAL?

Há. E eis o video de uma manifestação organizada. Quando estou perto de perus não resisto também em assobiar e esperar o glugluglu. Mas neste caso parece mesmo uma manifestação, com alguém a gritar uma palavra de ordem e os outros manifestantes a responderem.
Num mundo sempre em guerra, é bom saber que ainda existe boa disposição para brincarmos.

segunda-feira, dezembro 19, 2016

A ÚLTIMA DO ANO! (NO CABEÇO SANTO)

Como se pode ver nas fotos publicadas neste artigo do melhor blogue ibérico de um projecto de conservação da natureza (link para o artigo deste blogue excepcional) eu estive lá, na última do ano. Mas para o ano há mais. Que sorte têm as pessoas aqui da região entre Porto e Coimbra de poderem fazer alguma coisa de positivo pelo ambiente, ao mesmo tempo que se embeleza um bocadinho deste País, que a ganância e a falta de uma política de ordenamento do território, de braço dado, têm tornado tão feio. Nas últimas jornadas temos tido a participação de um voluntário especial, porque é o primeiro que vem de mais longe, repetidas vezes, utilizando o comboio desde Santarém. Grande André! Grande espírito de dádiva! E nesta última do ano tivemos uma estreia nos piqueniques: uma salada fria de grão-de-bico, salada de alface, cuscus para comer de prato e garfo, bem como um paté de beterraba que estava 5 estrelas. Que bem sabe uma refeição partilhada assim no campo. E que bom é ver os cães da malta que participa a andarem ali à vontade, tão contentes.

domingo, dezembro 18, 2016

PRENDAS DE NATAL - 7

E se oferecermos aos mais novos ou aos mais velhos um ano de participação cívica numa associação? As associações são, e serão, sítios muito especiais e desenvolvem sempre actividades muito importantes para termos uma sociedade mais justa. Sejam associações culturais, desportivas ou de defesa de alguma coisa, desta vez não coloco aqui os links, é um mundo tão vasto e tão bem divulgado na net que é só pesquisar.

sábado, dezembro 17, 2016

UMA VIDA BOA - THE GOOD LIFE

Hoje faço uma pausa no espírito de informação pública de Natal. Hoje lembramos com saudade o Mark Pinfield (link para a sua página pessoal no Facebook), que há um ano atrás teve um acidente de bicicleta e teve o grande azar de bater com a cabeça e ter demorado muito a chegar ao Hospital onde fizeram uma intervenção. Safou-se dessa vez, mas nunca recuperou na parte da consciência, memória e fala, e ontem não aguentou mais, com uma pneumonia grave.
Não tem nada a ver com a vida do Mark, à primeira vista, mas aproveito e partilho aqui um video marcante. Tem legendas em português, é preciso activar se não começarem imediatamente. Nesta época natalícia é bom pensar que devemos dar a nós mesmos o prazer de uma boa companhia, mas dando uma boa companhia a alguém. Com sorrisos e boa disposição.


Ainda a propósito deste tema, lembrei-me de uma curta-metragem exibida aqui no Malfadado há uns meses, do Matty Brown (link para essa exibição, para quem não viu na altura, ou para quem viu e quer recordar).
Em pouco tempo, na TV, e por coincidência, vi 3 filmes que abordavam estas questões das relações dos casais, com terapias de casais ou sem elas, mas com a questão dos filhos em grande plano. Filmes com a Kim Basinger, Julia Roberts, Michelle Pfeiffer, Meryl Streep e a grande Nicole Kidman.

sexta-feira, dezembro 16, 2016

PRENDAS DE NATAL - 6

O Malfadado continua na divulgação de coisas que podem interessar a quem procura uma boa prenda para dar. E quando dizemos boa, podemos estar a falar de obras de arte, desde a mais simples com base nos saberes ancestrais e materiais rústicos, até às obras de arte destinadas apenas a embelezar a nossa existência. E nalguns casos podemos oferecer umas dormidas nas casas dos artistas, aqui ficam algumas sugestões de pessoas que conheço e garanto que recebem muitíssimo bem toda a gente:

ARTESANATO DO MUNDO RURAL

DESCANSO E CONVÍVIO COM ARTE

ARTE E ACTIVIDADES ARTÍSTICAS

quinta-feira, dezembro 15, 2016

PRENDAS DE NATAL - 5

Já aqui deixei muitas e variadas sugestões. Mas o serviço público não pára, até porque com a internet temos um mundo de coisas úteis, interessantes, nacionais e de muita qualidade à mão de semear. Não há desculpas para continuar a comprar coisas que nunca sabemos de onde vêm, os impactos que têm no ambiente e em que condições vivem os trabalhadores que as produzem. Hoje temos aqui mais três ideias em quatro links, tudo páginas do Facebook, direccionados para coisas que promovem um estilo de vida mais saudável:

NOVINHOS EM FOLHA - IOGURTES DE CORTIÇA

COMPRAR TUDO SEM EMBALAGENS

CABAZES QUE DÃO VIDA - É SÓ ESCOLHER O MAIS PRÓXIMO:
CABAZ DA GRELA
CABAZ DA CINDA